29 Outubro 2007

Títulos de fados, silêncio que se vai declamar


Ó gente da minha Terra
Nem às paredes confesso
Que Deus me perdoe
Desejo Canalha
Estranha forma de vida
Confesso
Foi Deus

Meia Noite e uma guitarra
Lágrima
Loucura
Chuva
Recusa
Da vida quero os sinais
Há palavras que nos beijam

Há uma música do povo
Acordem as guitarras
Fado Tordo
Fado do ciúme
Quando me sinto só
Fado Curvo
Medo

Duas lágrimas no orvalho
Nasci para morrer contigo
Eu não me entendo
Se ao menos houvesse um dia
Uma vez que já tudo se perdeu
Disse-te adeus
Desejos vãos

Fado Português de nós
Complicadissima teia
O silêncio da Guitarra
Por um acaso
Fado da sina
Fado da tristeza
Fado da recaída

Que Deus me perdoe
Até Que a Voz Me Doa
Triste sina
Não me Cantes esse Fado
Aquela triste e leda madrugada
O meu fado

Fado da pouca sorte
Nasceu assim, cresceu assim
Rosa da noite
O cacilheiro
Namorados da cidade
Os putos
No amor não há segredos

Oiça lá ó Sr Vinho
O Fado da Severa
Fado do ladrão enamorado
Estranhamente
Ai Mouraria
Ela tinha uma amiga
Madragoa

O Fado mora em Lisboa
Mais um fado no fado
Tudo isto é fado

19 comentários:

Entre linhas... disse...

O fado é saudade,o fado é a voz portuguesa no seu todo.
Bom início de semana
Bjs Zita

Dias disse...

FANTASTICO!!

Parabéns, adorei.

Do Fado ficam-me as letras, os lugares e as guitarras, porque às personagens só bons fados tenho ouvido por isso quero que ecoem para sempre.

Beijo

Maria disse...

Deixa acrescentar aqui dois: Grito e Povo que lavas no rio...............
São tão nossos.....

É bom voltar a ler-TE
Beijo

Bruno disse...

Maravilhoso, Helena! Agora é só colocar a música e gravar (e mande-me uma cópia, por favor, hahaha!)

Chegam poucos fados aqui no Brasil, mas mesmo assim aprendi a gostar. Música boa!

Pedro Branco disse...

Então o Zé Maria Barbeiro?!!!!

gasolina disse...

Ser saudade e português é ser-se Fado.

Um beijo

sveronica disse...

Eu não conheço o Fado, mas já me disseram que é uma canção pra ser sentida no fundo da alma. Uma vez perguntei como se dançava um Fado e disseram-me: Não dança-se, apenas sente-se...

Beijinhos

Menina do Rio

Késia Maximiano disse...

é uma canção?
bjoss

Azul disse...

Olá Helena!

Em silêncio... sempre se ouve, sente... o Fado.

Simplesmente... LINDO!

Beijinho grande para ti. Bom fds.
Azul

Almeida disse...

Gostei muito da antologia fadista. Parabéns. Beijinhos.

Um Momento disse...

Senti!
Fantástico

Beijo Imenso

(*)

Azul disse...

Olá Helena,

Passei para te ler e deixar um beijinho.

Espero que estejas bem.

Beijinho
Azul

Um Momento disse...

Passo
Deixo um beijo... em ti
(*)

Dias disse...

Off Topic

Boas Helena

Estás bem miuda?

Abraço muitA grande!!

Dias disse...

OFF TOPIC

Oi Helena, envia-me um e-mail por favor.

Beijo muito forte e muito grande

*

Menina do Rio disse...

Amigos.com

Fala-se muito em virtual ultimamente
Mas o que é essa tal virtualidade
Será que é o não ver pessoalmente
Não será o virtual, realidade?

Há ternura, encanto e alegria
Nos versos que nos chegam pelo ecrã
Tantos alegram meus dias
Enchem de luz minhas manhãs

Uns acalentam minha alma
Dizendo: não fique triste
São palavras que me acalmam
Quando meus dias são tristes

Amigos.com são tão reais
Eu os sinto, como a vida a pulsar
São flôres, companheiros leais
que enfeitam esse meu caminhar

Ps: Tudo de bom que vc me fizer, faz minha vida ficar mais bela
Pra ti, um carinho sincero e meus votos de BOAS FESTAS!

Beijo na alma

Azul disse...

Olá Helena,

Passo hoje para te desejar um Feliz Natal com tudo de bom.

Um beijinho e um abraço
Azul

Jose disse...

Um bom natal com muitas prendinhas.


Um beijo


José

Um Momento disse...

Passo para te desejar Boas Festas e te soprar um beijo ao teu Coração

Tudo de Muito bom desejo

(*)