16 julho 2007

Dança de prazer


Já a meio a garrafa repousava no frappé e ao lado também a meio, um copo. Sentada, fixava a parede. Respirava suavemente e nos lábios um esgar anunciava que algo iria acontecer. No ar ecoava baixinho Leonard Cohen, “Dance me to the end of love”.

Levantou-se e um longo vestido branco cobriu-a deixando adivinhar um belo corpo. Avançou, ao primeiro passo uma singela racha lateral mostrou umas pernas bem torneadas, fortes e ao mesmo tempo delicadas. Ao fim de 3 passos lá estava ela, a meio da sala, a cadeira, ali se devia sentar. Ao invés, ignorou-a e seguiu até à parede do fundo. Defronte da mesma abriu os braços, levantou-os, encostou a palma das mãos à parede como se de um grande abraço se tratasse.

O tom castanho dourado das suas mãos sobre o amarelo da parede, deixavam na boca um sabor a terra, a África. Iniciou com as ancas uma dança composta por pequenos movimentos lentos, laterais e circulares, seguidos de pequenos flectir de pernas que transpiravam sensualidade. A música que agora ouvia, vinha de dentro de si.

O peso do calor era visível através dos caminhos deixados pelas gotas de suor. Do proeminente decote, umas costas brilhavam e pela forma como oscilavam, adivinhava-se o movimento do corpo. Baixou o braço e com ele uma alça caiu. Ao virar-se, um peito hirto balançou sem se quebrar. Com a graciosidade de uma pena outro braço pousou sobre a anca e uma mão, através de um bolso trespassou o vestido.

Dos lábios entreabertos saia o pecado, dos olhos a solidão, da rigidez dos seios o prazer e dela, a mulher. Os movimentos tornaram-se mais frenéticos e outra mão pousou sobre os seios. Pela forma como ambas se mexiam, uma calma e cuidadosa enquanto a outra ora louca, ora em sintonia com a 1ª percebia-se que o diálogo entre ambas era intenso, sentido, louco, carnal. O intervalo era feito com a ida de um dedo à boca, dando assim a oportunidade à língua de o percorrer, finalizando com um pequeno e suave toque na ponta. Pelo caracol que esta fazia, entendia-se que a dança estava no auge.

Os lábios já se entreabriam um pouco mais, para deixar sair as notas que vinham da pauta, cujo maestro eram os dedos. De repente, fez-se silêncio, os joelhos chocaram-se, os dedos dos pés subiram e espreitaram, a cabeça recostou-se à parede, uma mecha de cabelo caiu-lhe em desalinho sobre a face e um engolir em seco brotou da garganta.

Os primeiros passos foram trémulos. Com a mesma elegância inicial dirigiu-se para a poltrona. Sentou-se, agarrou no copo e matou a sede ao corpo. Uma brisa passava pela janela proveniente dos ramos da palmeira que dava sombra ao jardim. Respirou profundamente, olhou para aquela mão de prazer e deixou-se adormecer com um sorriso pela versão que ouvia, cantada por Celine Dion.

..."Oh baby what you've done to me
you make me feel so good inside
and I, just wanna be close to you
because you make me feel so alive
oh what you've done to me
close to you because you make feel so alive
You make me feel
You make me feel
You make me feel
Like a natural woman..."

30 comentários:

Diva disse...

Sensual e mto bem escrito. Belo texto.
Bjs meus

Klatuu o embuçado disse...

PLÁGIO DA BLOGGER:
http://ardentesdesejos.blogspot.com/

CONFRONTE:

Aqui: https://www.blogger.com/comment.g?blogID=4961661823308122498&postID=187433208860316211

Aqui: http://www.contos.poesias.nom.br/sejaapaixaoocontexto/sejaapaixaoocontexto.htm

Repórter disse...

Logo na minha estreia neste blog, dou de caras com este belo texto.
Bjs.

AnaG. disse...

Gostei muito do que li por aqui.

Obrigada pela visita ao meu canto.

Bjo

Helena Nunes disse...

Caros amigos que visitam esta casa, pelo que tenho reparado, temos um Anjo da Guarda. O Sr "Klatuu o embuçado", que consegue descobrir plagiadores e alertar-nos para a situação.
O meu bem haja a este Senhor.

Dias... disse...

Escritora tu és! Uma grande escritora, por sinal.
Um verdadeiro prazer ler-te.
Beijo agradecido

Helena Nunes disse...

Dias
Isso vindo de Ti é um elogio muito grande.
Mas eu só escrevo o que sinto, como sinto, e gosto de me colocar no lugar do outro.
Bjos

sonhadora disse...

Hoje deixei o 100º post. O meu obrigada é para ti e para outros(as) que, como tu, compreendem e mimam os que querem, gostam e ainda são capazes de sonhar.
Beijinhos embrulhados em abraços.

gasolina disse...

Helena,

E eu sentada na cadeira a assistir.
Extasiada.

Belissimo texto.
Muito obrigado.

Beijinhos.

Amaral disse...

Com uma sensualidade especial, um jeito morno e rouco de dizer, uma suave malícia nas palavras trocadas entre sonoridades de prazer incontido - esta dança enleia-nos... e satisfaz-nos!

Anónimo disse...

Volto depois de alguns ares.

Isto cá, está a arder

Jinhos

PEDRO disse...

Helena minha linda Helena!

Lindo teu texto.
beijinhos.
Pedro

Helena Nunes disse...

Aos Anónimos
Assinem no fim por favor

Simplesmente louco disse...

A melhor coisa na vida é amar; a segunda é ter alguém que nos ame; e a terceira é quando as duas acontecem ao mesmo tempo.

Este teu espaço é simplesmente fabuloso, respira-se sensualidade, gostei muito de o ler, obrigado pela tua visita ao meu cantinho "A Minha Louca Paixão", volta sempre...
Um beijo.

Jeniffer Santos disse...

muito bom!
adorei...beijos!

Azul disse...

Um prazer ler esta dança!

Beijinho
Azul

mixtu disse...

texto intenso
desejo...
sente-se o leitor na cena do "crime"...
a música...

poesia em texto corrido...

abrazo europeu

Menina do Rio disse...

Afff...intenso, sensual...pena que estava só. Imaginei a cena e outras mãos que não as minhas...

Beijinhos

A.S. disse...

Acabadinho de chegar, vim deliciar-me nas tuas palavras e deixar-te um beijo!

gasolina disse...

Vim desejar-te bom fim de semana.
Mas não saio de mãos a abanar: levo no peito a releitura das tuas palavras.

Um beijo.

Luís Galego disse...

misterioso e sensual. interessante e bem escrito.

O Sentir dos sentidos disse...

Olá Helena,

Texto intenso!!! Onde a sensualidade em dança com o sublime, balança nossos corações em rítmo lento e acelerado, compasso típico dos amantes em estado de glória, êxtase, fantasia a nudez dos nossos mais secretos sonhos e desejos.
Beijo,

Bruno disse...

Todos já disseram isso, mas eu vou engrossar o coro: texto intenso!

Gosto quando vocês, mulheres, escrevem assim. Ajuda a entender esse universo tão misterioso de vocês.

Um beijo, boa semana

A.S. disse...

Belo! Intenso ! sensual...

Senti cada palavra deslizar pelo corpo como uma doce caricia...


Um terno beijo!

un dress disse...

:) intensamente.TU.des.crita.







beijO

Phil's Studio disse...

Bem...
Já alguém disse que este texto é intenso e sensual?
Que calor...

mixtu disse...

a dançar... levamos a vida...

abrazo europeo

Brain disse...

Helena:

UAU!
Fantástico!

Muito, mas MUITO BOM!

Os meus sentidos Parabéns!

Beijo.

DE-PROPOSITO disse...

Um turbilhão de sensações, que terminaram com o merecido repouso.
Fica bem.
E a felicidade por aí.
Um beijinho para ti.
Manuel

Mi... disse...

Agradecendo a visita...
Sou presenteada com tão belo texto
Obrigada e ...Parabéns :o))
Noite serena :o)
***